Infraestrutura

Vereador Cará propõe alteração na Lei que definiu o distanciamento entre postos de combustível em Coelho Neto

O vereador Reginaldo Janse - Cará (MDB), fez uso do Grande Expediente na Sessão Ordinária desta segunda (03), para anunciar a proposta de uma proposta de alteração na Lei que definiu o distanciamento entre postos de combustível em Coelho Neto.

Utilizando-se do adágio popular da “lei da oferta e da procura”, o vereador criticou o valor exorbitante da gasolina na cidade e que essa proposta poderia fomentar a abertura de novos empreendimentos no setor e através da livre concorrência estimular a baixa dos preços.

Com a legislação atual definindo um raio de 2 km de distância, a abertura de novos postos fica praticamente inviabilizada pois se daria fora do perímetro urbano. Ao final o vereador disse ter falado sobre a proposta com o governo municipal de onde também recebeu sinal de apoio.

APARTES

Em seu discurso, o vereador foi aparteado pelos colegas Osmar Aguiar (PT), Marcos Tourinho (PDT), Júnior Santos (MDB) e Mohabe Branco (PSD).

OSMAR elogiou o colega pelo tema, falou que havia votado contra o projeto que definiu os 2 km e acredita ser necessário a concorrência e também referendou o alto custo do combustível no Município. Ele lembrou que em 2017 houve uma discussão por inciativa do atual presidente Marcos Tourinho com empresários do setor para discutir questões na época relacionada a alta dos preços dos combustíveis e gás de cozinha.

TOURINHO também falou de sua iniciativa anterior de convocar os empresários de postos de gasolina para debater a alta dos preços. Ele lembrou que mesmo o Governo Federal anunciando uma redução de mais de 7% na refinaria, não se observa baixa nas bombas da cidade, diferentemente de quando o preço é reajustado e os postos alteram os preços no dia seguinte. Ele considerou oportuno e de grande importância a proposta do colega.

JÚNIOR disse que foi um dos vereadores que votou na proposta do raio de 2 km, mas lembrou que no atual cenário de crise é necessário buscar alternativas que busquem a abertura de novas empresas. Declarou apoio a matéria por entender que iniciativas como essa estimulam a abertura de novos empreendimentos e por conseguinte novos postos de trabalho.

MOHABE também lembrou do cenário de crise, da saída de coelhonetenses para outros locais do país e que as iniciativas que estimulem novos empregos precisam de apoio, por isso a importância da proposta trazida pelo colega e apoio dele a proposta.

Mais em Infraestrutura


Receba nossa Newsletter. Deixe seu nome e e-mail!